terça-feira, 15 de abril de 2008

Quanto custa morar no Canadá?

Esta deve ser uma pergunta meio recorrente. O custo de vida aqui ME PARECE SER mais baixo do que no Brasil, mas isto é uma coisa muito pessoal. Aqui, por exemplo, a gente não gasta muito dinheiro com balada porque a gente não sai muito, e com certeza o custo ia ser maior. Uma cerveja na balada não sai por menos de 5 dólares e um maço de cigarros custa em média uns 10 dólares. Na Liquor Store (aqui não vende cerveja em mercado), cerveja boa custa 2 dólares a latinha (Brahma, Bud, Stella Artoir e todas na mesma linha), e cerveja barata (tipo Krill ou Cintra) custa 1 dólar, mas cerveja barata não é barata à toa.

Saindo da linha balada e entrando na linha família. Aqui em Calgary um apartamento de dois quartos não vai sair por menos de 800 dólares por mês, na média um mais ou menos decente sai por 1200, 1300 dólares. Townhouses (casas jardinadas) começam em 1000 e dá para chegar fácil em 2000, mas dá para achar algo decente na faixa que vai de 1300 a 1500 dólares por mês. Alugar aqui é mais fácil do que no Brasil, não precisa fiador, só precisa dar o valor de um aluguel mensal com depósito de segurança, que é devolvido depois se o dono do imóvel não precisar gastar nada para arrumar a bagunça que você fez no local. Em resumo, é caro alugar/ comprar imóveis em Calgary. Em outras cidades do Canadá, o preço é menor, tirando Vancouver em que a faixa de preços é bem similar à Calgary.

Muitas casas e apartamentos vem com aquecimento e luz inclusos no aluguel mensal (meu caso). Caso contrário, a conta de luz vai sair qualquer coisa entre 50 e 100 dólares e o aquecimento nos meses mais frios pode sair por até 200 dólares, tudo depende da temperatura do lado de fora e da qualidade do isolamento térmico da casa. Deixar o lado de dentro quentinho quando está -35 graus do lado de fora não deve ser fácil.

Se você tem carro, a gasolina custa um dólar e alguns centavos o litro, e a mão de obra para arrumar o carro é bem cara. Se você aprende a mexer no seu carro você com certeza vai salvar uns bons dólares no fim do ano, especialmente se você comprar um carrinho velho. Caso contrário, esteja preparado para pagar 90 dólares por hora de mão de obra. E aqui a troca de óleo não sai de graça, tem que pagar o mecânico que vai trabalhar no seu carro. Pelo mesmo motivo (mão de obra cara), os prédios não tem porteiros e ninguém tem empregada em casa - e aqui a cultura do "faça você mesmo" é muito forte, é só ver todas as lojas de ferramentas e afins que se encontra cidade afora.

Mercado, sei lá. Eu não lembro quanto custavam as coisas no Brasil. Eu devo gastar qualquer coisa entre 600 e 800 dólares por mês para alimentar as três bocas de casa, eu incluso. Carne moída sai por uns 6 dólares o quilo, carne de primeira custa entre 10 e 20 dólares o quilo, depende do corte, eu compro Bottom Sirloin que eu juro que parece Picanha e custa uns 10 dólares o quilo, não é nenhuma Brastemp mas dá para o gasto. Suco de laranja sai por uns 6 dólares uma garrafa com 2 litros e meio, Pringles custa 2 dólares uma lata e refrigerante, mesmo os em lata, são bem baratos, 12 latas de Coca-cola saem por 4 dólares, uma Pet de 2 litros custa entre 1.5 e 2 dólares. Um quilo de maçã sai por 4 dólares, de uva sai uns 8 dólares e limão se cobra por unidade - ele vai ter que entrar no custo da Caipirinha, não tem jeito.

Leite dizem que é mais caro, eu sei que aqui não se vende iogurte em garrafa grande e a gente tem que comprar aquelas garrafinhas de 200ml, 12 saem por 8.50 dólares na SuperStore (que aliás é um lugar bom para se comprar coisas mais em conta). Arroz tem de monte no mercado e até feijão preto à granel eles vendem, e tudo num preço acessível. Se você gosta de Manteiga de Amendoim aqui será seu paraíso particular, se você curte Catupiry, bem vindo ao inferno. Que mais? Para um monte de coisas é necessário pagar "taxa de reciclagem" e "taxa de dano ao meio ambiente", o que é meio sacal ao se comprar garrafinhas de água mineral, pois o preço das danadas aumenta até 30% (principalmente se forem as do WalMart, que são bem baratas).

De resto, no mercado, é difícil dizer porque eu não lembro muito bem o preço das coisas no Brasil, então sem base de comparação fica mesmo difícil. Os preços variam muito de mercado para mercado, como no Brasil.

Eletrônicos são mais baratos e para móveis tem o primeiro amor de todo imigrante, a Ikea. Em resumo, até agora eu tenho a impressão que o custo de vida aqui é menor do que no Brasil. Mas vai saber, a balança não é a mesma para todo mundo.

Agora tenho que ir lá. Fui!

5 comentários:

Anônimo disse...

Muito legal a informação. Voce saberia informar em média quanto se esta ganhando por hora quando se chega. Um salário para quem precisará pegar um emprego intermediario até encontrar um bom emprego e com um ingles intermediario?

Poderia também dizer uma média do valor total do gastos familiar por mês, É +- uns 3 mil dollars?

Voce acha que só um trabalhando da para pagar as contas? Como tenho filhos pequenos acho que meu marido terá que trabalhar e eu ficar em casa no início.
Muito obrigada! Abraço,
Ana

Anônimo disse...

Oi, Ravi
Sempre gosto quando vejo nos blogs informações sobre custo de vida, é muito util para quem está se preparando para ir. Obrigado por dividir está informação.

Rodrigo Cardoso

Maria disse...

Oi Ravi,

Adorei encontrar seu blog sobre o custo de vida no Canadá, pois familiar meu acabou de ir para lá para fazer mestrado e doutorado, mas quer pedir imigração.

Se não for pedir demais, gostaria de saber se com 3000 dólores (aposentadoria de seis mil reais)é possível se ter uma vida tranquila em um cidade pequena do Canadá?

Ravi disse...

Maria:

Olha, eu até acho que dá. Em uma cidade pequena, você vai gastar uns 1000 dólares de moradia em um lugar pequeno, mas eu acho que dependendo da cidade 1000 dólares podem cobrir tudo. Põe mais uns 1500 de despesas "gerais" (alimentação, seguro, carro, gasolina, etc...), e ainda sobra um pouquinho. Só vale lembrar que 3000 aqui não é classe média, é um meio termo entre pobre e classe média, então algumas coisas podem ser meio apertadas...

Anônimo disse...

Ravi. Valeu pela ajuda. Tenho 48 anos e professor universitário. tenho como estudar uma especialização e trabalhar para ajudar as despesas? abraços