sexta-feira, 18 de abril de 2008

Friday shots

Sempre antes de dormir eu penso em alguma coisa para escrever aqui no meu blog. Mas aí eu durmo e na manhã seguinte quem disse que eu lembro da minha idéia fantástica da noite anterior?

Eu acho que eu queria escrever sobre um sonho que eu tive com aquários (especificamente o aquário do meu trabalho) e, obviamente, peixes. Eu sonhei que um dos peixes tinha morrido e que eu de alguma maneira tinha conseguido ressucitar o bicho, acho que no meu sonho eu tinha colocado GELO na água do aquário e todos os peixes estavam com tendências suicidas, tentando pular para fora do aquário para fugir do frio (acho que tem uma carga psicológica FORTE neste sonho). No fim das contas acho que eu troquei a água do aquário (meu eu subconsciente tem mais noção do que eu na vida real e não colocou o aquário sobre o fogo para esquentar a água), e os peixes sairam vivos.

Bom, estava eu saindo para almoçar e fiquei fitando o aquário da empresa, com todo aquele musgo verde nos vidros que não devem ser limpos desde que a gente mudou para cá. Alguém me disse que parecia que tinha um peixinho morto, aí eu contei que tinha sonhado com aquário, peixe, vida, morte, phoenix, esta papagaiada toda, e dei uma batidinha no aquário para ver se o defunto não virava, e não é o que o peixe só estava dando um cochilo de ponta cabeça no meio de duas pedras afiadas? Vai saber o que se passa na cabeça daquele ser amarelo, verde, vermelho, azul e baiano.

Sei lá se isto é premonição ou não. Se eu pudesse escolher eu ia sonhar com a loteria, mas é subconsciente, fazer o quê?

Enquanto isso na sala de justiça...

Eu estou de greve branca no trabalho. Enquanto eles não assinarem os meus papéis e não me pagarem a renovação do visto, o que eles ainda tem mais uma semana para fazer antes de eu ir para o caminho B, vou ficar escrevendo no blog e navegando na internet. O coitado do Indiano que sofre porque eu fico sem tarefas para passar para ele, mas o Yong, o chinês que sobrou depois do Massacre da Praça Celestial, continua trabalhando firme e forte. Ele não tem muita noção de layout nem de usabilidade, mas 80% do que ele faz é aproveitável. Está ótimo.

Amanhã a gente deve ir no Supertrain aqui em Calgary. Ontem o Arthur chegou para mim e falou "papai, estou triste". Eu, pai preocupado, perguntei "porque, o que aconteceu", no que ele não quis responder. Cinco minutos e três parágrafos de livro de psicologia infantil depois, ele me disse que ia ter o tal do show do trem aqui mas que ele não ia poder ir sei lá porque cargas d'água. Eu falei "vamos ver", e fui para a Internet.

Em dois minutos eu achei o site e disse para ele "filho, vai ter sim, neste final de semana, e a gente VAI". O menino ficou feliz e já estava colocando o casaco, quando eu disse "filho, vai ser Sábado, hoje ainda é Quinta, se segura aí porque é só depois de amanhã". Ele protestou e ficou quietinho e meia hora depois já estava dormindo. Coisas da infância. Mas de fato a tal da feira/ show/ exposição parece ser bem interessante, com várias miniaturas e coisas do tipo. Vamos ver qual é que é.

Bom, vou lá encher o saco do chefe.

Fui!