terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Eu gosto do meu trabalho.

Mas às vezes eu me sinto em uma tirinha do Dilbert. Às vezes eu sou o Dilbert - às vezes eu sou o amigo dele que só quer se esconder e não fazer nada - às vezes eu sou o engenheiro inteligente (e do terceiro mundo). Outras poucas vezes eu acho que sou igual ao chefe, de cabelo pontudo e sem saber para onde ir.

Dilbert é que nem piada que professor conta em festa de formatura, e só os formandos entendem. Contexto é tudo. Piada só funciona com contexto.

Tipo aquela do Japonês que trabalhava para no departamento de tecnologia de um banco e ficava de plantão o tempo todo. Um dia o chefe chega e fala "Titzuo, pode tirar a noite de folga. Não se preocupe! Não vou precisar de você home". O Titzuo foi aproveitar à noite Paulistana e caiu na gandaia - cerveja, saquê, gueixa, mais saquê, quando toca o telefone. Era o chefe dele:
- Titzuo, fodeu. O sistema caiu em Taubaté. Preciso de você por lá. Vai para lá agora!
- Porra chefe! Bocê ze falou que eu poderia tirar az noite de folga, eu eztou bêbado...
- Titzuo, se você não for para lá agora não precisa se preocupar em chegar amanhã!!! (o Titzuo não era que nem o Homer Simpson que ia falar "eba, mais um dia de folga")
O Titzuo foi cambaleando até a rodoviária e falou para o plantonista "cara, preciso de uma passagem para Taubaté! Agora!". E o cara da rodoviária:
- Ó, para Taubaté não tem, mas eu posso te arrumar uma para o Rio, e você pode pedir para o motorista de largar em Taubaté, que fica no caminho, na Dutra!
O Titzuo ficou feliz da vida, e foi pegar o bumba, e falou para o motorista:
- Ó, motô, eu preciso que você me deixe em Taubaté! Questão de vida ou morte! Mas, ó, eu estou cansado, com sono, bêbado, fedendo, e não vou querer sair do ônibus. Você vai ter que me tirar do ônibus - eu vou gritar, brigar, morder (nesta hora o motorista começou a achar aquele japonês estranho), mas você me tira do ônibus. Tá aqui 50 reais só para garantir.
E o Titzuo foi dormir. Ele apagou, só sendo acordado pelo sol que entrava pela cortina da janela. Ele deu uma espiada, viu o mar, o arpoardor, o Cristo Redentor, e nesta hora o ônibus parou.
Ele saiu xingando, brigando, chutando o ônibus, puto da vida.
Uma velhinha chega e fala para o motorista:
- Nossa, que japonês mal educado, né?
- Você nem viu nada - precisava ver o outro que eu larguei lá em Taubaté...

CONTEXTO:
- Você tem que saber que Taubaté fica entre o Rio e São Paulo;
- Você tem que saber que Japonês é tudo parecido.

...

Contexto

Nestes dias no trabalho estamos tendo infinitas reuniões para discutir o design de um produto que nós temos. E aí eu me sinto que nem o Dilbert.

Vou nessa.

Fui!

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Picasa, unificado

Eu tinha criado duas contas no Google porque o espaço de um dos meus Picasa's acabou, e eu resolvi que tinha que criar outra conta ao invés de pagar os 5 dólares que eles pedem por 20GB - acho que na época eu nem tinha cartão.

Mas agora resolvi comprar o espaço, 1 ano, 5 dólares, 20 GB. E os meus dois Picasas agora são um só :-).

Vou começar a colocar mais fotos automaticamente do celular tumbém.

Fui!

http://picasaweb.google.com/raviaw.

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Edmonton



E esta é minha

Edmonton

Neste final de semana resolvemos viajar para um lugar onde nunca fomos antes.

Edmonton!

Como as minhas fotos nunca ficam "sensacionais", ainda mais agora que tudo o que eu tenho é um telefone celular - a parte mecânica da máquina quebrou, coloco aqui as fotos que outras pessoas tiraram da cidade:


(Flickr, by the way)

Ficamos em um hotel no centro da cidade, o Delta, um hotelzinho que fica junto à um shopping center - que por sua vez tem o que você costuma encontrar em um shops centis, lojas, restaurantes, e cinemas. O hotel é velhinho mas o quarto estava em bom estado, a banheira tinha uns jatos de água que o Tutú adorou, e a localização, no centro da cidade, não era tão ruim.

Dia seguinte fomos até o West Edmonton Mall para comer alguma coisa e ver qual é a cara do parque aquático que eles tem por lá. O shopping é grandão, mas o Crossiron Mills daqui de Calgary é mais bonitinho, na minha humilde opinião (IMHO). Depois, voltamos, e a viagem foi rapidinha, e sem a neblina que nos atormentou durante boa parte da ida, foi bem tranquila.

Bom, e a cidade? Em algumas coisas ela é parecida com Calgary, em outras é diferentes. O centro da cidade, por exemplo, fica no alto - em Calgary, ele fica embaixo. A vista do centro é bem legal e o movimento no centro até que era grande Sábado à noite.

A cidade parece menos espalhada do que Calgary.

Estas são as minhas profundas impressões da cidade. Eu deveria ter levado as aulas de descrição mais a sério quando eu estava no ginásio :-).

Fui!

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Shorts shots

Estes dias algum Chinês começou a bombardear posts antigos do meu blog com span. Quer dizer, eu acho que era Chinês, eu não sou muito bom para fazer distinção entre alfabetos estrangeiros. Por causa disso eu resolvi habilitar a moderação de comentários, mas só para posts mais antigos (> 10 dias). Se não for Spam, vai entrar.

PS: Eu já tenho a "verificação de ser humano" habilitada (quando a imagem é mostrada e você tem que entrar o número mostrado na imagem), mas neste caso eu acho que tinha alguém sentando em frente à um computador fazendo propaganda sabe-se lá do que no blog.

...

Agora eu sei o que é estar conectado. Estes dias eu comprei um celular, nem vou dizer novo já que o antigo nem ligava mais. A Telus tem uns planos de 3 anos e eu paguei 50 dólares no meu HTC Hero. É óbvio que eu já tinha visto outros smartphones, mas eu nunca tinha tido um, e vou te falar - é sensacional. Eu andei colocando umas fotos no blog direto no celular (estes dois últimos posts foram feitos por ele) - e acho que a partir de agora eu vou colocar fotos no blog a partir do celular, já que a máquina decidiu ir desta para a melhor e se encontrar com a Vovó analógica lá no céu. Mas, voltando ao telefone - eu estou tentando aproveitar ao máximo a capacidade "internética" do aparelhinho:

. Google Reader para ler as notícias (ou posts de blog, ou o que for);
. Twitter, Facebook e Orkut, os 3 funcionam que é uma beleza no telefone.

Eu tenho uma aplicação para organizar as contas e os sites dos bancos no favoritos. Baixei uns joguinhos que eu nem uso, o telefone veio com o Google Maps e eu baixei o Google Sky, a câmera é decente, etc...

O mais importante é que dá para acessar a Internet, ele conecta automaticamente com o Wi-Fi de casa e o visor é nítido o suficiente para permitir a leitura sem muito sacrifício - o resultado é que eu tenho deixado o computador para as horas em que eu preciso escrever bastante, porque quando a informação é para ser recebida e não criada, o celular acaba sendo mais prático.

...

O inverno este ano está uma maravilha aqui em Calgary - a cidade estava (bem) mais quente menos fria do que Toronto nestas últimas semanas, o que tem de neve é só para deixar a cidade bonita, já que na rua mesmo (onde incomoda) não sobrou nada para contar história, as temperaturas não tem ido abaixo dos -10 C, e hoje é um dia de sol com temperatura positiva - mesmo que seja de raspão - 1 grau Celsius.

Ainda é frio, mas NADA que se compare ao inverno passado quando ficamos enterrados embaixo da neve e congelados dentro dos nossos carros.

...

Estes dias andei sonhando com tornados, zebras e leões, carro novo, futebol, morros, chuva, quadra de concreto de jogar basquete, churrasco, salão coberto. Andei sonhando é modo de dizer, foi tudo no mesmo sonho. Eu sempre me assusto com o que eu sonho quando o relógio toca.

Porque sonho é assim - você sonha toda a noite, a noite inteira - mas para lembrar do sonho, só se acordar sonhando. Parece que está tudo acontecendo há uns minutos quando você acorda (e estava mesmo), mas passando aquele ciclo do sono REM vai tudo para o espaço.

Pessoalmente, acho que eu prefiro dormir.

Pessoalmente, para lembrar de sonho, pelo menos comigo, só assim.

...

E acho que por hoje é só.

Fui!

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Por do sol no inverno

Em Calgary... Vou ver se tiro mais fotos agora

O Arthur e a sua montanha particular...

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Os últimos dias...



Vim para Toronto de novo para fazer a última visita ao nosso cliente daqui... Eu tirei umas fotos da janela da sala de reunião, já que eu acho a vista do escritório sensacional.

O frio daqui é diferente do frio de Calgary. A temperatura aqui é de -5 graus (Celsius), mas o vento é constante, embora não muito forte - o que mata é que o ar é úmido, é como se o frio chegasse com mais força! O Kb.Lo foi para NY há pouco e sentiu a barra.

Não tem jeito, Toronto é uma cidade fria no inverno. De hoje para amanhã deve nevar uns seis ou sete centímetros, vamos ver como vai estar amanhã cedo. Espero que a caminha não seja muito sofrida.

Eu adiei como eu podia comprar um celular porque eu não queria me prender em um plano, mas cheguei a conclusão que não dava mais para eu e a Soraya ficarmos incomunicáveis em situações adversas (que nem agora, em que eu estou viajando). Os telefones aqui são baratos quando você faz um plano longo - 3 anos, para ser mais exato. Eu comprei um telefone que roda o Android, o sistema operacional do Google. Tem algumas aplicações bem legais e eu já baixei um monte de coisa. As minhas preferidas até o momento são:

. Shazam! Você está no carro, ouve uma música na rádio, e quer saber mais sobre a música - sem problemas! O programa ouve a músicas por uns 10 segundos, e depois de uns 10 segundos te diz qual a música, de qual álbum, etc... Eu não sei como eles fazem isso, mas é sensacional;
. Gooogle Maps, Google Mail, Google Latitude, Google Sky - muito link para colocar aqui;
. O MP3 Player que eu não achei que fosse usar, mas que no fim estou usando;
. Personal Assistant, para controlar as contas, crédito do celular, crédito do Skype, recados do Orkut, LinkedIn e Facebook, etc... Sensacional;
. A aplicação que mostra o status do GPS e que mais parece um radar de submarino. Eu consegui fazer ela funcionar no avião e eu estava voando à 885 km/h à uns 11 km de altitude;
. A internet;
. As aplicações "sociais" - a do Tweeter, a do Facebook, e a versão de Internet destes programas.

Em resumo. O telefone eh da hora. E meus acentos entraram em greve de novo. Agora soh com "h" depois do acento.

Maledito notebook.

Bom, vou ir comer alguma coisa que saco vazio naum para em peh!

Fui!

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Novas

Eu voltei!

A Soraya voltou!

Estamos de celular!

Vou viajar para Toronto de novo!

Não está tão frio em Calgary como poderia estar!

O carro anda fazendo mais barulho do que nunca!

O Octávio chegou com a família dele (precisamos nos visitar quando o furacão da chegada passar)!

E eu escrevi no blog hoje! Yay!

Brincadeira.

As coisas andam corridas. Ontem à noite um cara do trabalho foi atacado em um briga de trânsito. Pode? Vai ter que ficar uma semana sem trabalhar. Espero que a polícia pegue o(s) FDP(s). Aqui também tem destas coisas. Hoje teve um acidente pequeno perto do trabalho, mas envolveu ônibus escolar - três caminhões de bombeiros, cinco viaturas da polícia, reportagem de TV, ambulância, padre, a Geni e o Zeppelin, uma zona. Mas cheguei em tempo mesmo com o ocorrido.

O Tutú adorou voltar para casa. Agora no inverno jogaremos mais videogame, veremos mais filmes e curtiremos mais espaços fechados do que nunca. No verão, sairemos. Uma coisa de cada vez. BTW, Vancouver @2010 segue firme e forte.

Só achar emprego agora.

A Soraya trouxe um All Star para mim. Meu pé ficou grande, mas o tênis é bonito. É bom para variar um pouco (eu normalmente tenho um tênis só). Nestes últimos dias resolvi vir trabalhar mais arrumado, e estes dias a chefa falou que prefere assim do que o estilo largado - agora que eu subi as expectativas, ferrou-se. E a calça do WalMart apertou desde que eu a comprei, em Dezembro.

Ainda bem que tem a calça que eu comprei para o casório do Kb.Lo.

Bom, fui! Preciso comprar comida para casa.

Abraços!