segunda-feira, 30 de maio de 2011

Um capítulo que se fecha

Olá amigos da rede Globo. Como vocês já sabem, a Soraya, a Hannah e o Tutú estão voltando para o Brasil em aproximadamente vinte dias. Eu estou procurando emprego em Campinas, com o plano B (São Paulo) engatilhado. Eu devo voltar em dois meses, no começo de Agosto. Eu preciso achar um lugar para passar o mês de Julho, eu vou ver se consigo alugar algum porão por este tempinho.

Pois é.

Quatro anos.

Vimos e revimos as estações do ano de Calgary. Aprendemos que aqui a Primavera chega no final de Maio e o verão é só em Julho mesmo. O transporte público daqui funciona relativamente bem para uma cidade tão espalhada. As ruas são muito bonitas e a explosão de vida no Verão em um lugar onde o Inverno dura bem uns 6 meses é algo que eu nunca vi em nenhum outro lugar. A gente experimentou e gostou do sistema de saúde daqui (a Hannah é Canadense), viajamos bastante pela região (e neste final de semana vamos levar meu irmão, Rodrigo, com a sua esposa, Cristiane, até as montanhas rochosas), conhecemos os arredores de Calgary nas quatro direções. Fomos até Montana, até as Rochosas, até Edmonton (parece Calgary, mas a gente foi em uma época do ano em que tudo é cinza, acho que hoje a impressão ia ser diferente), fomos até Drumheller e chutamos o balde e fomos de carro até Vancouver e quando a gente chutou mesmo o balde levamos a van vermelha até Seattle, Portland, e mais um monte de lugar.

Neste último feriadão tivemos a chance de viajar de RV (motorhome) e foi muito legal. É caro, mas vale a pena para fazer de vez em quando. Eu tentaria fazer todo ano se a gente fosse ficar aqui, ou, melhor ainda, eu ia tentar comprar um daqueles pequenos que dá para rebocar no nosso carro mesmo.

Conselhos? Deixa eu ver... Eu gosto do pacotão da Shaw para Internet, TV e telefone mas tem gente que acha caro. Eu prefiro usar o telefone ao invés do Skype e eles tem 1000 minutos de ligação internacional no plano de telefone de 60 dólares, e a gente usa bastante.

Dá para comprar carro por 1000 dólares no Kijiji, só tem que tomar um pouco de cuidado porque se o carro tiver mais de 12 anos de idade é obrigatório passar por uma inspeção - pára-brisa rachado de lado a lado, pneu careca, escapamento furado, tudo tem que trocar.

calgary.kijiji.ca - ótimo para comprar coisas usadas. Bicicleta, churrasqueira, poltrona, carro, o que puder ser vendido eles vendem neste site.

A Ikea é ótima para comprar móveis modernos, baratos e, dependendo da escolha, duradouros. Tem muita gente que ama e tem muita gente que prefere a Sears ou o The Brick. Eu particularmente adoro a Ikea. Onde mais dá para comprar uma luminária de papel por 6 dólares?

Coisas que eu não sabia mesmo antes de chegar aqui:

. Que você não precisa andar a pé se você tiver 1000 dólares (ou até menos) para gastar em um carro;
. Que passe de ônibus vende em tudo que é canto;
. Que JCT nas placas é Junction e que XING é Crossing (para pedestres);
. Que eu ia colocar gasolina no carro eu mesmo;
. Que tem depósito de segurança (1 mês de aluguel adiantado que deve ser devolvido no final do período do aluguel) na hora de alugar a casa;
. Que utilities custam 300 ou 400 dólares no inverno;
. Que chuveiro elétrico é uma m* comparado aos chuveiros daqui.

Aqui os eletrônicos são mais baratos do que no Brasil e no geral as coisas são mais baratas (o poder aquisitivo aqui é maior). O Canadá é bem mais seguro do que o Brasil (e mais do que muitos outros países de Primeiro Mundo), as casas aqui são todas bonitas e não tem criança de rua nem favela igual ao Brasil. Aqui em Alberta existe muito respeito à vida selvagem (natureza em geral), mas o povo gosta de carro grande. Para a nossa família as desvantagens daqui são basicamente o clima frio e o fato de que a família e os amigos de mais longa data ficaram no Brasil. A gente fez bons amigos aqui mas a gente sente falta dos nosso amigos de lá.

E é isso por hoje.

Fui!

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Viagem de RV!

Hoje eu tenho história nova para contar, mas antes... Estes dias eu reparei que um monte de imagens que eu tinha no blog não funcionam mais, o motivo principal é que eu consolidei as minhas duas contas do Picasa em uma só, paga, e aí eu quebrei tudo que eu tinha colocado na conta novo. É uma trabalheira que só arrumar tudo, um dia eu vou tomar a coragem e, com algum tempo de sobra, vou arrumar a casa.

Ok, história.

Este último final de semana foi um feriadão, e eu dei uma estendida tirando a Sexta-feira de férias. Eu, o Octávio e a Bia e o Quico e a Marina alugamos 3 RV's (motorhomes) para ir viajar no feriado a ver como é andar com a casa nas costas:



Saímos de Calgary na Sexta-feira e voltamos na Segunda. Dormimos uma noite em Banff e duas noite em Jasper. Em Banff ficamos na Tunnel Mountain, e em Jasper dormimos em Wapiti e Whistlers. Tivemos o privilégio de ver nosso primeiro Grizzly bear:



A viagem foi sensacional. Eu sempre digo que tudo é sensacional mas esta viagem foi realmente sensacional. O Octávio é um amigo velho que a gente conhece faz pouco tempo, o Quico e a Marina acabaram de passar pelo primeiro inverno aqui, viajar com eles foi bom para a gente e para as crianças. As crianças foram crianças, se divertiram, brigaram, brincaram, brincaram mais um pouco, se perderam, se acharam, fizeram marshmallow no fogo, queimaram marshmallows, queimaram pipoca no fogo, queimaram bolacha no fogo, foi uma farra.

Os campings daqui são bem legais. O camping é bem selvagem, de propósito, com várias árvores, animais silvestres e afins, mas com chuveiro quente e uma estrutura bem decente de suporte aos RV's. Cada camping tem o seu charme, e o mais legal é poder fazer fogueiras à noite e deixar as crianças se divertirem.

A turma é essa:



As fotos da Soraya estão aqui:

https://picasaweb.google.com/sorayacw/ViagemDeRV

Dicas de viagem de RV:

* Calcule a gasolina - o nosso RV fazia 5 km/ litro, andamos 1000 km, gastamos mais de 200 litros de gasolina; O bichinho bebe;
* A nossa RV veio com panelas, geladeira, talheres, copos, xícaras, fogão, aquecimento, água quente, tudo que a gente precisava para a viagem; Veja o que tem na RV para você não pegar um monte de coisa que não vai ser necessário (que nem nós);
* Tome cuidado quando for atirar pedrinhas na beira do rio.

Fui!!!

segunda-feira, 9 de maio de 2011

domingo, 8 de maio de 2011

Feliz dia das mães e NY

À todas as mães, à minha mãe, à minha esposa, à Cristina, à Sabrina, à mãe da minha esposa, feliz dia das mães!!!

Yay!

Bom, agora vou voltar a ser egocentrista e falar de mim. Eu estou em Connecticut (Crowmell) à uma viagem de trabalho, e eu sabia que ia passar um final de semana aqui. A cidade onde eu estou fica à uns 200 ou 300 km de NY, uma hora e meia de carro mais uma hora e meia de trem.

Eu sempre quis conhecer NY, então Sexta-feira eu e um colega do trabalho pegamos o trem e fomos até lá. Não deu para ver tudo, mas os 15+ quilômetros andados me permitiram:

. Ver o Times Square à noite (e de dia);
. Andar na beira do mar no Brooklyn;
. Subir o Rockefeller Center e ver a cidade do alto;
. Ir no Central Park duas vezes (o Central Park é tudo o que Ibirapuera queria ser);
. Ir no Ground Zero (onde tinha as torres gêmeas). É impressionante, emocionante, depressivo - é como se uma parte da cidade estivesse faltando - não foram só as torres gêmeas que caíram, outros sete prédios foram ao chão - este é o site do memorial que estão fazendo);
. Ir no Battery Park;
. Ver o touro da Wall Street;
. Ir no Carnegie Deli;
. Ir no Moma;
. Ver o Grand Central Terminal;
. Ver os prédios magníficos de NY.

New York é sensacional. Em Manhattan, cada esquina é uma novidade. O Times Square foi uma surpresa à noite, porque eu não sabia que ele ia aparecer depois de esquina. Sensacional. Os prédios, sensacional. O metrô, não tão sensacional, mas os táxis, quase sensacional.

I (heart) NY.

Fui!

domingo, 1 de maio de 2011

At the airport

Olá amigos!

Aqui venho conversar com vocês no dia primeiro de Maio, DOMINGO (eu ficava maluco quando feriado caia em Domingo no Brasil), para lhes dizer que eu estou indo viajar. É uma mensagem meio vazia, eu meio que ia escrever isso para dizer que eu talvez não escreva no blog, mas acho que é mais para avisar a família e os amigos no Brasil que eu não vou conseguir ligar para ninguém até Sábado, 14 de Maio, quando eu volto.

Estou indo para Hartford ou Cromwell ou alguma coisa assim, em Connecticut, no canto superior direito dos Estados Unidos. Agora eu acho que eu vou mesmo porque eu já passei pela imigração e estou esperando o vôo sair... Infelizmente eu ainda tenho mais umas duas horas de espera. Normal. A imigração foi tão rápida que até deu medo que alguém ia correr atrás de mim depois que o cara carimbou o meu passaporte.

Hoje está um dia lindo de sol em Calgary, eu trouxe a máquina fotográfica e vou tirar umas fotos dos arredores e do lugar onde eu vou. Final de semana que vem eu vou pegar um trem ou algo que o valha até NY, e preciso comprar um presentinho para a Soraya, uma para a Hannah, e um para o Tutú, fora o globinho de neve já que a coleção agora está bem grande.

A Hannah está uma figurinha, como a Soraya diz, é uma bolinha, fica rolando no chão e tem ido cada vez mais longe. O Arthur é um amor com a irmãzinha. Ela tem dormido bem à noite (consirando que ela é um bebê), e tudo tem estado em paz em casa. Vou sentir falta da família nestes 13 dias que eu vou ficar fora. Eu tenho jogado Portal 2 com o Arthur (este jogo é SENSACIONAL, não tem violência, é mó legal). Eu acabei o jogo "single player" e agora eu e o Arthur estamos jogando o modo "cooperativo", em que os "quebra-cabeças" são mais complicados. Quebra-cabeça é modo de dizer... Bom, tem que ver para saber.

Caramba, eu tenho que ir ver alguma coisa para comer. Ver e comprar. A fome tá fogo.

Isso aí companheiros de viagem. Fui!