quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Coisas que fazem mais sentido aqui...

Roupa de Papai Noel:


Aqui faz sentido colocarem esta vestimenta toda no coitado do velhinho - dá dó quando você vê um papai noel com aquela roupa em pleno verão no meio da 25 de Março. Aliás tem um presente que o Arthur jura que foi o Papai Noel que deu para ele. Mas é só um também, o resto fui EU que dei, e não o Papai Noel, tudo bem que o MELHOR presente foi o dele. Danado, fica com a fama mas quem tem o trabalho são os pais.

Lembrei de um cara que vende algodão-doce na praia vestido de Teletubby. O coitado parece que pegou sarna, porque de pêlo mesmo que é bom só sobraram uns restos mortais.

Estações do ano:


Eu tenho um amigo no Brasil que tem um outro amigo que teve um filho, e comprou um daqueles livros que mostram a evolução do bebê. Para quem não tem filhos ou nunca viu um destes livros, algumas informações vem no seguinte formato (com CERTEZA está tudo ERRADO, é só para exemplificar):

. 3 semanas: vira a cabeça - acompanha um objeto em movimento;
. 6 semanas: vira o corpo;
...
. 30 semanas: assobia o Hino Brasileiro.

Pois bem, este amigo do meu amigo não acreditava no livro. Achava que não ia rolar, que era tudo invenção, cê tá doido, o moleque não vai fazer estas coisas, etc... Só sei que no fim da história, ele perguntou para o amigo alguns meses depois como o filho estava indo, e se o livro estava certo ou não. Ele só disse "cara, não é possível, o moleque LEU aquele livro".

É a mesma coisa aqui. Parece que alguém aperta um botão que diz "Ok, agora é Outono, vamos lá, folhas: amarelem e caiam fora, esquilos: comam e corram, frio: vá chegando". Em Vancouver, pelo que falam, o botão só contém "Ok, chuva: faça a festa, folhas: amarelem e vão embora". Impressionante. Onde eu morava a diferença era que uma época do ano era um pouco mais quente e chovia mais. No resto era um pouco mais frio e chovia menos. Aqui as estações são realmente mais definidas.

Eu ia escrever mais, mas agora eu preciso trabalhar.

Ah, sim, minha mãe conseguiu o visto!!! Agora ela pode vir visitar a gente e conhecer um pouco mais destas terras gélidas. Fui!

2 comentários:

Soraya Cruz Wallau disse...

Corrigindo ( nós continuamos os mesmo, então continuo corrigindo o Ravi) o Arthur não acha q quem deu o trem foi o Papai Noel, ele cismou q o meu pai era o Papai Noel, tudo pq o meu pai q estava conversando com ele sobre o bom velhinho e resolveu imitar o HOHOHO. Na hora q o Papai Noel (meu primo Zé) entrou na sala e fez HOHOHO o Arthur não teve dúvida de que era o Papai Manoel. Durante muito tempo ele achou q o meu pai era o Papai Noel e q a fábrica de brinquedos ficava no fundo da loja. hahaha.

Flavio Lopes disse...

Essa eu não podia deixar passar, sou natural do ABC Paulista, ou seja, vivi muito em minha infância e adolescência pros lados de Santos, São Vicente e Praia Grande, presenciei varias vezes o Teletube.

Toda vez q eu via aquele ser colorido, redondo, peludo e um sol de 40 graus, pensava "a que ponto o ser humano chega para descolar uns trocados", puxa vida, posso parecer preconceituoso, arrogante, mas não sou, mas uma coisa eu digo até hoje a situação mais deplorável que o brasileiro chega para faturar um turuzinho é se vestir de Teletube para vender algodão doce na praia. Tadinhos.

Os Teletubes que me desculpem...

Abraço.

FL