sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Cost of Living

Em um relatório sobre o custo de vida nas cidades ao redor de mundo, dá para encontrar algumas coisas interessantes. A cidade mais cara do mundo para se viver no mundo é Moscou, Russia, Nova York está em 22 lugar, Rio em 31 e Calgary, onde eu moro, em 66 (era 92 ano passado, mas os custos de moradia aumentaram bastante aqui).

Algumas notas:
In 54th place (score 88.1), jumping 28 places from last year, Toronto is the most expensive city for expatriates in Canada. All other Canadian cities in the survey have experienced similar rises, with Vancouver moving from 89th to 64th (score 85.8), Calgary from 92nd to 66th (score 85.4) and Montréal from 98th to 72nd with a score of 83. This reverses last year’s trend which saw Canadian cities decline, and places them back where they have traditionally been rated. The Canadian dollar has appreciated nearly 15 percent against the US dollar, the main reason for these movements.

The two top-ranking cities in South America are São Paulo in 25th place (score 97) and Rio de Janeiro in 31st place (score 95.2), jumping 37 and 33 places, respectively. The Brazilian real appreciated nearly 18 percent against the US dollar last year, causing these Brazilian cities to rocket up the list. Another high-riser in this region is Caracas, jumping 40 places from 129th to 89th (score 79.3). High inflation in Venezuela has caused a sharp increase in the price of food and household products.
Eu achei estas informações bem interessantes, porque quando eu cheguei aqui a minha primeira impressão foi justamente o contrário, com a cerveja custando dois dólares na Liquor Store e com o preço da carne no mercado. Mas depois eu comecei a ver que realmente existem bom motivos para isso:

. Produtos industrializados, como carros e equipamentos eletrônicos, são (bem) mais baratos aqui do que no Brasil. Isso com certeza faz uma boa diferença;
. Mesmo quando eu fui no mercado aqui pela primeira vez, achei que a carne era mais cara (é mesmo um pouco), suco e frutas eram mais caros (fruta é mesmo mais caro aqui), e algumas outras coisas custavam a mesma coisa. Mas depois de ir para o Brasil em Fevereiro eu percebi também como as coisas estavam caras por lá. Oito reais por um quilo de feijão? Hoje em dia eu acho mercado aqui mais barato do que no Brasil. Que me corrijam o que acharem que eu estou doido, mas estas é a minha impressão;
. É chover no molhado, mas aqui não precisa pagar escola, o plano de saúde é 88 dólares por mês para a família inteira (e vai ser de graça a partir de Janeiro), e empréstimo bancário (se o Zezinho tiver crédito) tem juros menores do que no Brasil. Vendo o outro lado da moeda, quem tem que colocar criança em day care vai pagar fácil 1000 dólares por mês, mas pode até pagar menos se conseguir uma bolsa;
. Aluguéis aqui são mais caros, mas eu moro em uma casa.

Há também que o meu ex-chefe no Brasil, sábio Kerry, me disse. Aqui eu não saio muito, e não gasto com bares e baladas como eu gastava no Brasil (embora lá eu também não gastasse um absurdo com isso). Mas mesmo gastando menos do que no Brasil em lazer (embora a gente gaste uma graninha por mês de qualquer jeito), eu sou obrigado a concordar com a pesquisa. Meu dinheiro parece render mais no fim do mês aqui do que rendia no Brasil. Se eu tivesse por lá 1/4 ou 1/5 do meu salário iriam direto para a escola do Arthur e para os planos de saúde da família.

Eu sei que tem muita gente que vem para cá e não consegue levar uma vida com o mesmo "padrão" do Brasil porque demora um pouco para achar um emprego, mas no fim das contas eu acho que tudo se ajeita. E, como eu disse acima, eu moro em uma casa, e é o máximo morar em uma casa!

Fui!

4 comentários:

Pai dos trigemeos disse...

Ravi,
acho voce esta certo, o dinheiro tem mais valor ai. Se tiver dois valores iguais, aqui e ai, o dai vale mais. Sempre percebemos isso quand vaijamos. E outra, as pessoas sao menos estressadas com grana, trabalho, com a vida em geral, o que ja representa um a grande economia...Estamos loucos por isso que existe ai.
abracos

Radiá disse...

CERTÍSSIMO.
Aqui em Salvador, onde moro, õ custo está altíssimo, vc paga R$ 170 Sulamérica p/ 1 filho e ainda corre o risco de chegar no Hospital e não ser atendido devido greve, R$ 816,00 filho 7ªsérie, R$ 2,89 litro gasolina, R$ 1.000,00 aluguel ap 2/4 epor aí vai.
Radiá

Radiá disse...

Ah! Esqueci um detalhe, o lazer, deveria ser free, pois a praia é de graça, mas falta polícia, então pagamos pela barraca com seguranças e o estacionamento na rua pública agora é pago. TUDO pago.

C&C disse...

Ravi vc esta certo estive no Brasil no mes de maio, passei por 4 estados e achei td muito caro! Inclusive as passagens de aviao! Se nao tivesse conseguido uma promoçao da Tam nao teria ido visitar minha familia em Rondonia, pois ida e volta RJ-RO eles tem coragem de cobrar 3mil reais! E mais barato ida e volta a Paris! rsrsrsrs...E como vc diz aqui moramos em casa e com seguranca!
Abraços,
Claudia