quinta-feira, 28 de agosto de 2008

O Beta

Estou meio preocupado com o peixinho. Tem dia que ele não quer saber de comer. Acho que eu vou dar uma pesquisada e ver se existem outros tipos de comida para Beta que sejam mais agradáveis para o paladar do meu companheiro. Hoje eu limpei o aquário para tirar todo o resto de comida velha, troquei metade da água, mas se continuar assim semana que vem eu vou ter que trocar toda a água de novo. Reza a regra que você tem que trocar 1/3 da água do aquário de um peixe Beta uma vez por semana. E, embora seja comum colocar Betas em aquários pequenos, eles serão mais ativos se habitarem aquários maiores. O nosso eu acho que está de bom tamanho, e embora não tendo uma tampa tem uma plantinha cujas folhas tampam a parte de cima do aquário (Betas tem tendências suicidas e gostam de pular fora do aquário).

VoiceXML

É o nome da tecnologia com a qual eu estou trabalhando agora. É relacionada à aplicações de reconhecimento de voz e de fala (ASR para Automated Speech Recognition e TTS para Text To Speak). Uma boa parte do processo é fazer o computador entender o que você está dizendo, e é inevitável ficar ouvindo alguém dizer a mesma palavra o dia inteiro! Brincadeira, é bem legal. Embora eu não consiga fazer o computador diferenciar entre Fifteen e Fifty, eu vou tentando. É um brinquedinho bem interessante.

A gata do vizinho

Se fosse "a gata da vizinha" o título ia ficar estranho e a Soraya ia ficar preocupada. A bichinha está carente agora - chego lá e ela fica querendo carinho. Ainda bem que os donos dela vão voltar logo (assim espero), já que se eu quiser ir no cinema ou algo do tipo eu tenho que primeiro vir para casa, alimentar a coitada, e depois sair. Eu mandei um E-Mail perguntando quando que eles voltavam mas ele não respondeu ainda, acho que ele resolveu levar as férias à sério e desligou o Blackberry.

O demitido

Como eu disse antes, a empresa onde eu estou agora teve que demitir algumas pessoas antes da minha chegada. Um dos demitidos foi um desenvolvedor, com bem pouca experiência profissional (um ano e meio). Ele foi o único desenvolvedor demitido. Hoje depois do trabalho eu fui em um barzinho com mais duas pessoas e quem estava lá? Ele, o demitido. E em determinada altura da conversa de bar eu falo como a minha empresa anterior era uma porcaria, e como eu odiava o fato de que eu não tinha janelas, e como eu gostava do fato que eu estava em uma janela agora.

Pausa. O demitido pergunta para o cara da Romênia "Nooo, is he sitting in my desk?".

Yep. Eu estou sentando na mesa dela. Mas foi em tom de brincadeira - até quando eu fui embora eu disse "cara, foi mal por ter pego seu lugar" :-). Na verdade ele disse que estava feliz por ter saído e poder vislumbrar outras oportunidades, e que foi bom para "mudar de ares". O cara não parecia nem um pouco chateado, o que é bom.

O bar

O bar se chamava Hose & Hound. Fica em Inglewood, a caminho de casa.

(intervalo comercial - estava falando com o Harminder, o cara da Índia, e ele disse "cara, tenho que ir embora, a mulher está na cama me esperando". O que você diz nestas horas? Boa noite, boa sorte? Eu que não sei como é a cultura na Índia só mandei um "ok, boa noite". O "ok" nesta frase como se eu quisesse dizer "ok, muita informação").

Voltando ao bar. É um bar para happy hours. É engraçado porque é um daqueles bares que tem um monte de máquinas de jogos com os velhinhos bêbados pendurados tentando a sorte grande. Acho que é a versão Canadense de um boteco Brasileiro. A cerveja era boa e a comida também, embora aqui porções de petiscos como a gente tem no Brasil não são tão comuns. Na verdade eu acho que são inexistentes. Na hora de ir embora tinha um cara sem noção que parou o carro bem na frente da van e eu tive que ir perguntar para o bar inteiro quem era o dono do Acura branco. E era um moleque que já estava mais para lá do que para cá, mas que se desculpou e tirou o carro da frente da van antes que eu tivesse a chance de colocar o cinto de segurança.

O povo aqui quando bebe, bebe mesmo. E, realmente, nos países do Leste Europeu bebe-se Vodka e não cerveja. O Eugene já tinha me dito que tomava só porre de Vodka e o cara da Romênia também me disse a mesma coisa.

E no Japão, será que é saquê?

Fui!

PS: A van

A van está bem, obrigado. Tem umas coisas que eu tinha vontade de fazer:

. Colocar amortecedores novos (se bem que é carro americano, que não é conhecido pela reputação de ter suspensão firme);
. Comprar uma capa nova para o volante que não seja feita de tecido (já que tecido suja e eu chego no trabalho com a mão cheirando ao pneu que eu troquei Terça-feira);
. Ver se a marcha-lenta está mesmo acelerada e como é que faz para desacelerar (já que se eu desacelerar a marcha-lenta eu salvo gasolina e aumento a vida útil dos freios ao mesmo tempo).

Mas são coisas pequenas, minha morena. O carro está ótimo. Ontem à noite eu fui fazer compras no Safeway e dei um pulinho no Glenmore Park. É uma vista BEM louca. Infelizmente eu não consegui achar nenhuma foto que pudesse descrever o momento. Mas lá estava eu, na parte de cima de um vale observando os pássaros voando no lago abaixo. Foi bonito, mas o meu lado poético não funciona e eu não vou tentar forçar a barra :-).

Na volta eu me senti o Salsicha do Scooby-Doo:



Sensacional. Mas eu não vou pintar flores na van.

Fui!

2 comentários:

Eliane disse...

Oi Raví o restaurante é esse aqui
BOOKER'S BBQ GRILL. CALGARY AB, agora o endereço, o Paulo te explica. Bjs, Eliane.

Laura disse...

Ravi

Morri de rir com a história do indiano...realmente tem gente que dá mais informação do que deveria. Me lembrei do amigo (canadense) do meu marido, que disse que não poderia sair com a gente pois tinha lavar as cuecas e meias para o dia seguinte!hahaha