quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Ultimamente...

... eu tenho escrito na mesma velocidade com que eu penso (eu digito bem rápido e o pensamento, bem, ele é um pouquinho mais lento), e às vezes meus textos ficam meio confusos ou muito longos, e às vezes, os DOIS!

E com as minhas noites de pouco sono, graças à uma criança com energia infinita em casa (mas que a gente adora), eu tenho trocado mais as palavras nas frases do dia-a-dia:

. Fecha a luz e apaga a porta;
. Vou acender a carne e salgar a churrasqueira;
. Soraya, pega o banho que eu vou tomar um sabonete....

E poraí vai.

Ou então, que nem o Arthur, que disse estes dias:

"Mamãe, eu misso meus amiguinhos da escola"

Misso? Vem do verbo "To miss", em Inglês, que no sentido usado na frase acima quer dizer "sentir saudades". E tem outras, como "amarelo carro" e "gostosa melancia", já que no Inglês o adjetivo costuma vir antes do substantivo.

Fui!

7 comentários:

Rogério disse...

rs... estas confusões já fazem parte de mim... se eu tiver cansado então, sai de baixo?!

Já lia o blog da Soray a um tempo... mas o seu conheci ontem pelo remigalu. Bom texto!

Grande abraço!

Rogério

Anônimo disse...

Ravi,

Sou leitor do Blog do Rio de Janeiro e da area de TI tb... faz tempo que eu não comento teu blog, mas lendo uns posts antigos onde vc fala aí do teu trab " eles fingem que pagam eu finjo que trabalho..." e tal... te pergunto (pq é uma dúvida minha):
Você profissionalmente se arrepende de ter imigrado ou acha que aí é mais fácil (agora q vc tem exp canadense) do cara de TI arrumar um emprego na área (programação C++, Java, enfim) ? Vc voltaria a morar no Brasil ? Desculpe o incômodo mas gostaria de saber sua opinião depois desse tempo que vc tá aí.... Obrigado, Luciano.

Ana disse...

Ih, aqui ta igual... a menina ja se confunde pra falar "empurrar" em portugues... ela fala "puxar" quando quer dizer empurrar! hehehhe... o contrario do que a gente tem dificuldade quando vem pra ca, ne? Outro dia ela falou quem nao sei quem "graba" as coisas sem pedir... ai, ai! Tem que insistir pra eles nao perderem o portugues, ne?

Ravi disse...

É, eu falo com o Arthur sempre em Português em casa. Eu gostaria que ele continuasse a falar Português e as crianças podem mesmo conviver com as duas línguas sem problemas.

Mas ele está indo bem! Ontem a gente foi em um parque e uma das mães ficou surpresa ao saber que ele estava aqui só há um ano e já sabia soletrar o nome dele em Inglês! Fora que ele consegue se comunicar bem com outras crianças, embora o sotaque ainda atrapalhe às vezes.

Paula Regina disse...

Acender a carne e salgar a churrasqueira é a melhor! Muito bom, estou aqui rindo muito, embora eu mesma já tenha "apagado" a porta muitas vezes e o pior é que isso não é efeito Canadá não, já fazia isso no Brasil. Acho que não tem jeito mesmo...


PS - comecei a ler o seu blog esta semana por indicação do Gean e pelo pouco que li já posso dizer que é bem divertido de ler...Parabéns.

bjs

Paula Regina disse...

ops.. esqueci de assinar com o meu blog. Sou a Paula do Era do Gelo - www.eradogelo-paula.blogspot.com
bjs

Ravi disse...

Oi Paula!

Pois é, eu também fazia isso no Brasil, e bastante!

Eu gosto muito do seu blog!

Obrigado pelos comentários.

Abraços, Ravi.