domingo, 10 de agosto de 2008

Feliz dia dos pais!!!

Para o meu pai, para o pai da Soraya, para o Herbinho que é pai fresco, para todos os pais do Brasil que estão no Brasil ou no Canadá.

:-).

Falando em dia dos pais, recebi umas fotos de um amigo meu (Kb.Lo), que fez um churrasco na casa do pai dele - e tinha uma foto do irmão dele. Acho que ele deve ter uns 14 anos hoje em dia, algo assim. Acho que faz uns três anos, teve um outro churrasco na casa dele, e fazia um tempão que eu não via o irmão dele.

Ele devia ter uns 11 ou 12 anos na época.

Entro na festa, e dou de cara com um primo do Kb.Lo, namorada a tira-colo, fácil fácil uns 20 e poucos anos. Olho para o cara e digo:

"CARALHO, Pedrinho, como você cresceu!!!"

Nisso o Kb.Lo vira, gargalhando, e me diz "cara, esse é meu primo, o Pedrinho está ali no canto", e eu olho e vejo um moleque de doze anos.

E de micos caminha a humanidade. Só deu para virar e dizer "prazer, eu sou o Ravi", e ir preparar o churrasco que é o que eu sei fazer de melhor.

:-).

Quando eu fui para o Brasil, peguei carona com um amigo meu do ponto X até o ponto Y. Em um determinado momento, uma sócia da namorada entra no carro e senta no banco de trás comigo. Eu estou usando o cinto de segurança (no banco de trás), ela vira e me pergunta (meio que exclamando) - "você está com CINTO DE SEGURANÇA no banco de TRÁS!!!" (tipo "o" estranho). Eu viro e digo na maior naturalidade, sem pensar:

"É que eu sou civilizado"

O meu amigo que estava me dando carona, o Chuck, que chuta qualquer bola que fica quicando na área, emendou:

"É que ele é civilizado, sua índia"

Óbvio que isso rendeu assunto para todo o longo trajeto do ponto X para o ponto Y. Logo que eu fiquei morrendo de vergonha, pedi desculpas um zilhão de vezes, disse que era por causa da viagem (já que eu estava grogue), mas a vergonha ficou.

Até que para um ser civilizado eu sou bem sem noção.

É óbvio que depois eu tirei sarro e disse que era porque eles eram de São Vicente (piada interna - se você não entendeu, não ligue). Mas que é chato quando a gente fala algo que não devia, é. Foi que nem quando eu mandei uma mensagem falando de um cara no trabalho (falando mais ou menos mal) para O cara em si ao invés da pessoa para quem eu queria mandar a mensagem (coisa comum no MSN, você pensa em uma pessoa, vai mandar a mensagem para outra, no meio do caminho junta tudo e você manda para a pessoa errada). Depois que a gente fez as pazes, bem depois, quando ia ser a virada de ano, ele me disse "vê se não faz mais aquilo de novo, hein?!". E eu digo:

"Pode deixar, eu vou conferir direito para quem eu estou mandando a mensagem" (na maior naturalidade também), e ele me diz "cara, a idéia era que você não falasse mais mal de mim".

E de micos caminha a humanidade.

Fui!!!

2 comentários:

Soraya Cruz Wallau disse...

Putz, Raw...vc é sem-noção, mas eu adoro os seu micos! hahaha. Bjos.

Ravi disse...

Ahahahahha!
Obrigado pelos comentários!

Bjinho, Ravi!