quarta-feira, 23 de julho de 2008

Space Chimps

A Soraya falou que também vai escrever sobre este filme no blog dela, mas eu também tenho que dar o meu pitaco, afinal a gente ficou com vontade de falar (mal) deste filme...



Bom, em primeiro lugar, o jornalzinho grátis distribuído nos trens (Metro) deu uma nota 4 (a nota máxima é 5) para o filme, a mesma nota que eles deram para Kung-Fu Panda e Wall-E. Pensei com meus botões, este filme deve ser bom. É, eu meio que acredito nas críticas de filmes impressas em jornais e revistas. Ontem a Soraya me liga e a gente combina de se encontrar no cinema. Lotaaaaaaaaaaaaaaaaaado. Pensei "tomara que eu consiga ingresso!", mas era tudo para ver o Batman novo ou o Hellboy novo (e já não tinha mais nenhum ingresso para ver o Batman às seis da tarde, sendo que ainda tinham umas cinco ou seis sessões pela frente). Bom, fui na maquininha automatizada, digitei uma meia dúzia de botões e comprei os ingressos. Fomos para a sala direto, sem comprar pipoca nem nada. Entramos, subimos uns degraus e...

Sala vazia! Ninguém. Nem uma alma. Era meio cedo ainda, faltava uns 40 minutos para começar o filme. Chegam mais umas três pessoas (três adultos!!! - acho que queriam ver o Batman mas desistiram da idéia), algumas famílias com crianças e só. Bom, com 10% da sala ocupada, começa o coitado do filme. Olha, não sei se eu estava muito exigente depois de ver Wall-E, Kung-Fu Panda e Ratatouille (que a gente alugou), mas o filme tinha alguns problemas:

. Piadas sem graça;
. Animação meio tosca, uns bichinhos sem graça, uma moral meio estranha;
. Clichês a perder de vista, mas é filme de criança, elas ainda não sabem o que é isso;
. Uma criança inquieta atrás de mim que ficou chutando a minha cadeira pela primeira meia hora do filme.

O Arthur até que gostou. Mas ele gosta também do filme "Carrinhos", uma imitação tosca do filme "Carros" feita por um estúdio no Rio de Janeiro (eu para variar fui dar uma pesquisada para ver quem fazia aquela bomba), então acho que ele ainda não está preparado para ser um crítico de cinema. Tudo bem que a gente foi por causa dele (acho que ele ia ficar com medo do filme do Batman), mas normalmente as animações saem de fábrica com um controle de qualidade melhor.

Em resumo, se você está em dúvida entre Wall-E, Kung-Fu Panda e Space Chimps, já sabe qual não ver. Se você já viu os outros e quer ir no cinema de qualquer jeito, veja Wall-E ou Kung-Fu Panda de novo. O Space Chimps até que tem uma piada e meia engraçada, mas de resto não tem muita graça mesmo.

Comentário:
I just took my 4 year old boy to see this movie and we left shortly before it was over. We were not the only ones to leave early either. Only once was there any laughter from the audience. I thought most of the punch lines were aimed at the adult audience, but no one was laughing. I was very disappointed that there wasn't any moral to the story - if there was, it was vague. The characters were not all that likable either. I didn't feel any connection to them at all, nor did my son. I left the theater thinking that this was the biggest waste of time and money. Space Chimps is no Shrek. This has to be the worst G-rated movie I have ever seen. My son thought it was very boring and he usually loves action/adventure movies. The only thing he liked about the whole experience was the pack of Twizzlers I bought him.
...

Boletim do Canadá

Segunda-feira fez 30 graus e a gente ligou o ventilador, ontem esfriou e hoje a temperatura está na casa dos 15 graus, bom para os padrões daqui, congelante para os recém-imigrantes que acabaram de chegar aqui. A gente conheceu uma família do Nordeste neste final de semana na casa do Renato, eles tinham acabado de chegar (acho eu que eles vieram de Fortaleza) e estavam estranhando o "frio" de 12 graus que fez semana passada. O nosso primeiro inverno aqui não foi marcado tanto pelo frio, mas sim pela expectativa de não saber o que vem à frente, imagino que para eles seja a mesma coisa, e acho também que o nosso segundo inverno vai ser bem mais tranquilo, agora a gente já sabe onde é que o bicho pega - e também que as folhas vão voltar para as árvores, cedo ou tarde.

De resto, tudo igual, o centro da cidade parece um canteiro de obras, a construção na minha quadra vai indo de vento em popa (no meu bairro eles compram um "bangalô" - uma casa térrea pequena em um terreno imenso - e depois de demolir esta casa eles constroem duas casas grandes em um terreno que é metade de um terreno imenso), os ônibus continuam vindo no horário e eu não preciso mais da cola com os horários dos mesmos, o trem continua funcionando e eu comecei a tomar café sem creme.

E o Arthur está dormindo melhor agora que ele voltou a ter um quarto para a bagunça e um quarto só para dormir - já que a bagunça fica em um lugar e a caminha, limpinha e sem migalhas, em outro.

Bom, é hora de ir! Fui!!!

2 comentários:

Ana disse...

Ainda bem que tu falou do filme. A Laura fica toda entusiasmada quando ve o comercial na TV e quer ver o filme... mas agora, acho que nao vai rolar nao! Cinema nao eh baratinho, ne? Acho que vamos ver o Wall-E mesmo, que ainda nao vimos! Valeu pela critica, viu!

Ravi disse...

Fazes bem!

O Wall-E é muito bom, vale a pena, com certeza a Laura vai gostar.

Boa sorte!