terça-feira, 27 de outubro de 2009

Epiphany

Uma vez, há muitos e muitos anos atrás em uma cidade distante (São Paulo), conversávamos à beira da carruagem (o fretado) sobre o que faríamos se tirássemos a sorte grande (a tal da loteria). A minha única certeza era parar de trabalhar e fazer o que eu faço por diversão e não por obrigação. Um outro ia comprar uma Ferrari. Alguns iam conhecer o mundo. Muitas mães iam ganhar uma casa nova, alguns irmãos o capital necèssário para começar um negócio, mas um me surpreendeu:

- Eu ia aprender a tocar violão.

Violão? TOCAR VIOLÃO? Você precisa de ganhar na LOTERIA para tocar violão? Será que era o tempo que faltava, o instrumento que era caro ou ele que queria ter aula direito com o Eric Clapton?

Violão não é caro, na minha adolescência eu tinha um amigo (o Kb.Lo) que tem um irmão que é músico e que conseguia os violões quase de graça. Um dos violões tinha um monte de adesivos e, depois que a gente resolveu descolar tudo, a coitada da viola nunca mais foi a mesma.

Por mais que o cara quisesse aprender a tocar violão com o Eric Clapton, duvido que ele fosse querer ensinar. Nem ele, nem o cara do Iron Maiden, nem o do Led Zeppelin, nem o do Asa de Águia.

Acho que o lance dele mesmo era tempo. Eu aprendi a tocar violão na época em que eu mais tinha tempo livre na minha vida depois dos 16 anos, ou seja, aos 17. Quer dizer, "aprender" é um pouco de exagero de minha parte... Mas mesmo sendo um adulto, ainda sobram umas três horinhas por noite para aprender. Ele precisava é fazer que nem o cara do filme Mais Estranho Que a Ficção e não precisar ter um momento de redescoberta para começar a fazer as coisas.

...

Estes dias eu estava falando com um outro desenvolvedor na minha empresa e descobri que ele também não tem nível superior. Eu já pensei em fazer faculdade mas a minha época já passou e não é algo que eu lamente. Hoje em dia, para uma faculdade fazer qualquer diferença, eu ia ter que fazer um Master ou Bacharelado ou qualquer coisa assim, iam ser 5 anos sem dormir direito à noite e sem acompanhar o moleque direito.

No fim das contas, pesando os custos e os benefícios, não vale a pena.

Faculdade aqui conta menos na área do que no Brasil - as pessoas tentam ser mais pragmáticas - e em muitas posições, eles descrevem os requerimentos como sendo "formação na área ou experiência correspondente". Ou seja, se você tem faculdade, até é aceito que você tenha menos experiência - mas se você tem um monte de experiência e não tem faculdade, tudo bem. No Brasil, pelo menos nas empresas grandes (leia-se "bancos"), o processo nem começa se você não tiver o nível superior - não importa quem você seja.

Há um tempo eu tive uma discussão com um amigo meu sobre um projeto que alguém queria votar para obrigar os profissionais de TI a ter formação na área para trabalhar, e sobre o quanto eu achava que esta lei era desnecessária e míope. Embora uma faculdade com certeza ajude, alguns dos melhores programadores que eu conheci não tinham nível superior, ou tinham em outra área (Matemática, por exemplo), ou tinham só colegial técnico (meu caso), e um nem colegial tinha acabado. E ele era bom. Quando eu vi que a exigência da faculdade de jornalismo para poder ser jornalista tinha acabado, me lembrei desta discussão - e olha - eu sou TOTALMENTE a favor de NÃO haver a exigência de ser formado na área para ser jornalista. A lei começou na época da ditadura justamente para limitar quem podia ser jornalista, para apenas limitar quem podia falar mal do governo.

A faculdade deve ser algo que se faça para APRENDER, e não uma garantia de um título - no Brasil é comum as pessoas acharem o filme bom pelos créditos e não pelo conteúdo.

...

Se eu ganhasse na loteria eu ia:

. Viajar com a família pelo mundo.

E o resto não ia ser tão importante. Mas, de certa maneira, eu já estou viajando com a família pelo mundo. Queira ou não queira, estamos do outro lado dele, e a minha família também já viajou metade do mundo!

Fui!

5 comentários:

Gilberto Carmona disse...

É sempre bom lembrar que o próprio Bill Gates largou a faculdade, e ainda justificou aos pais afirmando que não seria lá que ele ia aprender o que precisava. Dizem que o Steve Jobs só conclui a faculdade para que o pai o sustentasse por mais algum tempo, o que ele precisava para desenvolver suas idéias. Meu avô somente concluiu a 4ª série mas estudava e entendia tanto de mecânica que todo engenheiro recém-contratado pela Ford em Minas Gerais ia primeiro fazer um estágio com ele. Antes que digam que sou totalmente contra curso superior, informo que eu sou professor univesitário, fiz meu mestradinho e dou minhas aulinhas. Ficou confuso, então esclareço que sou a favor do estudo, da contínua aprendizagem, o que não necessariamente depende de uma sala de aula. Para quem não tem disciplina, a faculdade pode ser útil, lá ele será obrigado a estudar e, quem sabe, aprender algo. Para quem tem iniciativa própria, a faculdade é desnecessária, mas também pode ser útil. Alguns temas são difíceis de aprender sozinho, fazer uma ou outra disicplina em determinado curso pode ajudar, se tiver sorte de achar um professor com boa didática. Ou então, de tempos em tempos, fazer algum curso curto e rápido na área de atuação. Isso ainda pode ser útil para fazer bons contatos em empresas diferentes da sua e, quem sabe, abrir algumas novas portas. O que não pode é acomodar, achar que sabemos muito e tá tudo bom, pois ai, um dia acordamos totalmente desatualizados...

Eliane disse...

Oi Ravi,
adorei o comentário do Gilberto, concordo plenamente com ele, nada de acomodação, que o diga minha amiga Sô, que nunca tá sossegada hahaha.
Agora viajar pelo mundo é tudo de bom mesmo!
Bjkas, Eliane

Taty disse...

concordo com vc, veja meu exemplo.. to terminando engenharia de produção mas já tenho 5 anos de experiência na área, no brasil, eu teria que virar engenharia jr. sendo que hj eu sou coordenadora plena...

espero que, por mais q eu precise de ordem dos engenheiros, tenha mais chances ai...

beijocas

Soraya Wallau disse...

Eu acho q vc tá certo, vejo o qnt vc é estudioso em casa e curioso, mas ainda acho q vc devia fazer um curso por aqui, só pra dizer q não passou batido.
Bjinhos
Ps: as letras q eu tenho q preencher para o coment sair é shampul. hahaha

The Land of Wind disse...

Ravi, se vc ler esse comentario antes da Soraya ler o e-mail que enviei para o Facebook dela, por favor peca a ela para me ligar!!
Vcs estao vindo para cah e eu queria saber mais detalhes..
Obrigadissima!