quarta-feira, 14 de abril de 2010

Particularidades

Nesta viagem para Revelstoke a gente passou por um lugar chamado Rogers Pass, onde costuma nevar uns 10 metros por ano.

É.

Dez metros.

É quase seis de mim.

Eu vi umas estalactites que davam medo. Eu quebrei uma e outras quebraram, e o barulho do gelo caindo no chão parecia o de vidro se partindo.

Sensacional.

Eu nunca tinha visto nada igual.

O Tutú também não, e ele ficou todo faceiro.

Tem algumas outras coisas que eu vi nesta viagem que eu já tinha visto antes - cabrito montês, veados e esquilos. Eu vi os canos de uma represa hidrelétrica e achei bem louco, mas aí eu lembrei dos canos que sobem a serra do mar depois de Cubatão e pensei "nááá".

Depois desta viagem eu me toquei que eu talvez eu precise mesmo arrumar o pneu do carro que está assoviando, eu estou começando a achar que pode ter quebrado algum rolamento, e que o freio não seja o cúlprito.

Vamos ver se eu descubro o que é.

...

Em Julho vamos realizar um mini-sonho e vamos ver o Cirque du Soleil em Vancouver. Vamos de qualquer jeito, morando lá ou não. Amanhã eu vou saber o que o amanhã nos reserva. Independente da mudança para Vancouver rolar ou não, eu quero visitar aquela região de novo e quero ir até Seattle. Se a gente for para lá mesmo, o plano é ir até a Califórnia de carro e, quem sabe, São Francisco. Se bobear, vou com a Van mesmo - onde ela quebrar, eu a deixo.

...

Vou ver um pouco de How It's Made e depois tentar dormir.

Fui!

Um comentário:

carol_lineb disse...

Ahh..em Julho também tem o Canada Day....é demais!!!!Dia 1 de Julho!Não vai perder!!!rsrs