segunda-feira, 1 de março de 2010

Uma das coisas que eu mais fiz depois que vir para o Canadá foi refletir sobre a vida e as pessoas. Aqui o terreno é fértil para isso - estamos longe de casa, fazendo amizades com pessoas novas e que também estão vivendo uma nova realidade, e temos mais tempo para pensar.

A diferença de fuso horário do Canadá para o Brasil agora é de 4 horas. Eu passo o final de semana com preguiça, ligo para algum amigo, penso em ligar para outro, a preguiça vence a batalha, decido ligar e o fuso ferrou tudo. Ainda bem que eu não moro na Europa, senão eu não ia conseguir é ligar para ninguém.

Depois que a gente volta de uma viagem como esta que a gente fez para o Brasil, a gente fica meio carente e pensa sério na possibilidade de voltar logo. Paulista é fogo, demora para fazer amigo, demora para se sentir à vontade e em casa. Mas aí vem um final de semana bom em família (como esse que passou agora), e a saudade acalma. Saudade é uma coisa que a gente não deve subestimar. O Arthur fica até bravo com a gente por causa do tempo que passamos ao telefone, e olha que hoje foi bem pouco!

Reflexão é escrever sobre um monte de coisa e não chegar à conclusão alguma.

Bom, que mais?

Hoje foi um dia lindo de sol aqui em Calgary. Dia de "calor", sete graus, o que no inverno aqui é sensacional. Dá para sair de casa com uma calça jeans, um casaco leve, sem luvas, sem gorro, sem nada, e não passar nem calor e nem frio no carro. Hoje fomos tomar café da manhã num lugar chamado Cora, na parte Noroeste da cidade. Eu já tinha ido uma vez em Toronto, e hoje acordamos e decidimos ir lá. Depois de meia hora de fila, conseguimos uma mesa, e a qualidade do que eles servem é a mesma de Toronto - sensacional. O esquema é meio café da manhã, mas todos os pratos vem com muitas frutas, os ingredientes são frescos, o pessoal é simpático, é ótimo para tomar café da manhã ou para fazer um brunch. A espera compensa.

Ontem fomos em um centro de lazer comunitário aqui perto de casa para ver como são os centros de lazer comunitários. E é bem legal, a piscina do lugar é sensacional, tem ginásio, quadra de tudo que é tipo de esporte praticado aqui, parede de escalada, muito legal. Depois fomos passear no centro da cidade. Foi bom explorar algo na cidade fora do circuito Chinook/ cinema/ passeio de carro.

E que mais?

Hoje os jogos de Inverno acabaram, e o Canadá ganhou o ouro no Hóquei. Seria a mesma coisa do futebol no Brasil se aqui as pessoas soltassem fogos na rua e gritassem de suas varandas, essa civilizidade toda deixa a coisa meia sem graça.

E é isso aí. Vou dormir.

Fui!

3 comentários:

César, Valéria, Lara e Anaclara disse...

Realmente essas diferenças entre Brasil e Canadá, como a comemoração de um título sempre me chamaram a atenção. O jeito é nos acostumarmos a elas.

E a vida segue...

Ana disse...

Aqui teve mais farra nas ruas. ;)

E eu também ando pensando muito ultimamente. Acho que preciso de um trabalho, assim não sobra tempo pra pensar no nada.

Jakqueline disse...

Oi Ravi, acompanho seu blog há tempos, sempre leio as dicas e informações que você posta, principalmente as que se referem as diferenças entre o Canadá e o Brasil. As informações a respeito do frio, da comida, das dificuldades de se adaptar, gosto muito das dicas que são de muita impotância.
Eu e meu esposo estamos indo para Calgary em Maio, vocês conhecem muitos Brasileiros ai em Calgary? Gostaria de saber se vocês tiveram muitas dificuldades em se comunicar com as pessoas principalmente no âmbito profissional.
Você não teve medo de ir para Calgary e depois se arrepender?
Medo de não conseguir se adaptar ao clima e todas outras diferenças? pois esses são os meus medos.